"


[Página da IACM]


Boletim da IACM de 12. Junho 2014

EUA: A Casa dos Representantes impede processos federais contra consumidores de cannabis medicinal nos estados onde a sua venda e consumo são legais

A 30 de Maio a Casa dos Representantes votou para deter processos federais de usuários de cannabis medicinal nos estados onde o uso da droga com receita médica se encontra legalizado, sendo a primeira vez que uma Casa do Congresso aprovou uma descriminalização tão ampla. A votação 219-189 não foi particularmente próxima, indicando uma mudança dramática no Congresso sobre a questão da cannabis.

Os defensores dizem que esta votação é um sinal, para o Ministério Público Federal, de que é tempo de abandonar o problema. A Casa dos Representantes aprovou uma legislação que indica que o Departamento de Justiça não deve interferir de forma alguma com as leis relativas à cannabis medicinal existentes em cada estado. A votação ocorreu como parte do debate sobre o projeto de lei anual de gastos para o Departamento de Justiça. A ação precisa ainda da aprovação do Senado para se tornar lei.

Washington Times 30 de maio de 2014

EUA: Minnesota é o 22 º estado a promulgar um programa de cannabis medicinal, um dos mais restritivos nos EUA

O estado do Minnesota juntou-se aos 21 estados, onde a cannabis é um medicamento legal com uma lei que é das mais restritivas no país. O Governador Democrata Mark Dayton assinou a lei que estabelece um programa de cannabis medicinal com controlo rígido sobre as condições de qualificação e da forma como este é administrado. As pessoas não vão poder fumar cannabis legalmente ou adquiri-la sob a forma de folha.

O projeto de compromisso inquietou alguns dos defensores da cannabis medicinal, que dizem que muitas pessoas que precisam de alívio dos seus sintomas não irão conseguir obtê-lo. Mas os apoiantes da legislação dizem que este é um primeiro passo positivo que satisfaz as preocupações tanto das autoridades como do corpo clínico. Se tudo correr conforme planeado, a cannabis estará disponível em meados de 2015 sob a forma de comprimido, óleo ou vapor. Serão permitidos no estado duas fábricas responsáveis pela produção da droga e oito locais de distribuição. Sob o plano os pacientes precisam da recomendação de um médico (ou a de um enfermeiro ou assistente de um médico) e de sofrer de certas condições, incluindo cancro com sintomas de dor intensa ou crónica, vómitos ou emagrecimento intensos, convulsões incluindo epilepsia, glaucoma, esclerose múltipla e outras doenças que causem espasmos musculares graves, esclerose lateral amiotrófica, VIH/SIDA e doença de Crohn.

Os 21 estados seguintes e o Distrito de Columbia (Washington DC) já permitem o uso medicinal da cannabis: Alaska, Arizona, Califórnia, Colorado, Connecticut, Delaware, Havaí, Illinois, Maine, Massachusetts, Michigan, Montana, Nevada, New Hampshire, New Jersey, Novo México, Oregon, Rhode Island, Vermont e Washington.

Associated Press 29 de Maio de 2014

Reuters 17 de Maio 2014

Ciência/Humanos: O canabidiol pode melhorar uma perturbação complexa do sono na doença de Parkinson de acordo com casos relatados

O canabinóide natural canabidiol (CBD) é capaz de controlar os sintomas de distúrbio do comportamento durante o sono REM. Este é o resultado de quatro casos investigados no Departamento de Neurociências e Comportamento da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, Brasil.

O distúrbio do comportamento do sono REM é caracterizada pela perda da atonia muscular durante o sono REM e está associado a pesadelos e a comportamento ativo durante o sonho. Os investigadores descrevem os efeitos do CBD nestes sintomas em doentes com Parkinson. Descobriram que quatro pacientes tratados com CBD tiveram uma redução rápida e substancial na frequência dos eventos de transtorno comportamental durante o sono REM, sem efeitos secundários. O estadio de movimento rápido dos olhos (REM) é uma fase do sono caracterizado pelo movimento rápido e aleatório dos olhos. Os sonhos que são vividamente recordados ocorrem principalmente durante esta fase.

Chagas MH, Eckeli AL, Zuardi AW, Pena-Pereira MA, Sobreira-Neto MA, Sobreira ET, Camilo MR, Bergamaschi MM, Schenck CH, Hallak JE, Tumas V, Crippa JA. Cannabidiol can improve complex sleep-related behaviours associated with rapid eye movement sleep behaviour disorder in Parkinson's disease patients: a case series. J Clin Pharm Ther. 21 de Maio de 2014. [na imprensa]

Notícias

Ciência/Animais: Canabinóides sintéticos têm efeitos semelhantes aos do THC quando administrados em ratinhos
Estudos em ratinhos demonstraram que os canabinóides sintéticos JWH-018 e JWH-073 provocam, em ratinhos, efeitos dependentes da dose, mediados pelo recetor CB1,semelhantes aos provocados por THC quando administrados por via de inalação ou injecção.
Department of Pharmacology & Toxicology, College of Medicine, University of Arkansas for Medical Sciences, Little Rock, EUA.
Marshell R, et al. Pharmacol Biochem Behav. 20 de Maio de 2014. [Na imprensa]

Ciência/Animais: Uma forma do ácido ajulémico altamente purificada liga-se ao receptor CB2
Cientistas prepararam uma forma de ácido ajulémico altamente purificada usando um método de síntese diferente dos anteriormente relatados na literatura e compararam as suas constantes de ligação aos receptores canabinóides com os obtidos usando outras preparações. Enquanto que a ligação ao receptor CB2 não variou entre as diferentes amostras, a ligação ao receptor CB1 apresentou um largo espectro de afinidade. O produto altamente purificado (JBT-101) relatado aqui tem menor a afinidade para o receptor CB1.
Corbus Pharmaceuticals, Inc., Cambridge, EUA.
Tepper MA, et al. Bioorg Med Chem. 9 de Maio de 2014. [Na imprensa]

Ciência/Animais: O THC reduz os danos cerebrais causados por metanfetaminas
Os resultados de um estudo realizado em ratinhos indicam que o THC reduz o dano cerebral induzido por metanfetaminas através de mecanismos dependentes e independentes de CB1.
Departamento de Ciências Biomédicas da Universidade de Cagliari, Itália.
Castelli MP, et al. PLoS One. 20 de Maio de 2014; 9 (5):. E98079

Ciência/Humanos: O uso da cannabis não foi associado ao aumento do risco de psicoses
Um estudo com 170 pessoas com alto risco clínico de psicose revelou que o consumo reduzido de álcool, mas não o consumo de cannabis, nem o uso do tabaco, no início do estudo, contribuíram para o prognóstico do desenvolvimento posterior de psicose.
Hotchkiss Brain Institute, Department of Psychiatry, University of Calgary, Canada.
Buchy L, et al. Res. Schizophr. 13 de Maio de 2014. [Na imprensa]

Ciência/Animais: A redução dos receptores CB2 piora os danos nos rins na diabetes
Em estudos com animais a redução dos receptores CB2 nos rins agrava a doença renal na diabetes.
Laboratório de Nefropatia Diabética do Departamento de Ciências Médicas da Universidade de Turim, Itália.
Barutta F, et al. Kidney Int. 14 de Maio de 2014. [Na imprensa]

Relembrando o passado

Um ano atrás

Dois anos atrás

[Voltar à visão geral]  [Página da IACM]


up

Conferências

The Cannabinoid Conference 2017 of the IACM, 29-30 September 2017, Cologne, Alemanha.

IACM on Twitter

Follow us on twitter @IACM_Bulletin where you can send us inquiries and receive updates on research studies and news articles.