[Página da IACM]


Boletim da IACM de 20. Julho 2015

Ciência/Humanos: O canabidiol aumenta as concentrações de clobazam em crianças com epilepsia

Os pacientes que recebem canabidiol (CBD) combinado com clobazam (uma marca bem conhecida é a Frisium) podem experimentar um aumento dos níveis de clobazam (CLB). Os médicos do Hospital Geral de Massachusetts, nos EUA, trataram 13 crianças com epilepsia refratária com CBD combinado com clobazam, e encontraram níveis elevados deste último no sangue. Ambos os medicamentos são degradados no fígado pela enzima CYP2C19 e, portanto, competem pela função desta proteína.

O aumento médio nos níveis de clobazam após 4 semanas de tratamento foi de 60% com grande variação. Por vezes, os níveis de clobazam aumentaram muito mais. Nove dos 13 indivíduos tiveram uma redução superior a 50% das convulsões, correspondendo a uma taxa de resposta de 70%. O aumento dos níveis de clobazam e diminuição da frequência dos ataques ocorreu apesar de, durante o tratamento com CBD, as doses de clobazam terem sido reduzidas em 10 (77%) dos 13 sujeitos. Foram relatados efeitos colaterais em 10 (77%) dos 13 sujeitos, mas foram aliviados com a redução da dose de clobazam. Os autores observaram que a monitorização dos níveis de clobazam "é necessária para o acompanhamento clínico de pacientes medicados com CLB e CBD em concomitância. No entanto, o CBD é um tratamento seguro e eficaz para a epilepsia refratária em pacientes a receber tratamento com CLB ".

Geffrey AL, Pollack SF, Bruno PL, Thiele EA. Drug-drug interaction between clobazam and cannabidiol in children with refractory epilepsy. Epilepsia. 26 de Junho de 2015. [na imprensa]

Notícias

EUA: Uso recreativo de cannabis agora legal no Oregon
O uso de cannabis recreativa tornou-se legal no Oregon a 1 de Julho, como já acontecia no Colorado, Alaska e Washington DC. Este é o primeiro passo de uma iniciativa aprovada pelos eleitores que vai levar à abertura de lojas de cannabis em 2016, como as que operam na capital Washington (Distrito de Columbia) e no Colorado.
Reuters de 1 de Julho de 2015

Ciência/Humanos: A cannabis com alto teor de CBD é a preferida dos utilizadores que querem melhorar o sono
As associações entre as características do sono e do tipo de cannabis utilizado foram observadas em 163 adultos que compram cannabis medicinal para problemas de saúde física ou mental. Os 81 indivíduos que à data sofriam de insónia e maiores dificuldades em adormecer eram mais propensos a relatar o uso de variedades de cannabis com concentrações significativamente maiores de CBD. 14 participantes relataram o uso de cannabis para reduzir pesadelos. Estes preferiram as estirpes sativas às indicas.
Universidade da Califórnia no Instituto de Desenvolvimento Humano de Berkeley, EUA.
Belendiuk KA, et al. Addict Behav 2015;50:178-181.

Ciência/Humanos: Concentrações de THC no sangue acima de 8 ng/ml tiveram efeitos na condução semelhantes a uma concentração de álcool no sangue de 0,05%
Numa simulação de um teste de condução com 18 utilizadores ocasionais de cannabis, os efeitos do álcool e da cannabis foram comparados em relação à faixa de rodagem (desvio padrão de posição lateral, SDLP). As concentrações de THC no sangue de 8,2 e 13,1 ng/ml durante a condução aumentaram o SDLP de forma semelhante a concentrações de 0,05 e 0,08% de álcool no sangue medidas por testes respiratórios.
Instituto Nacional de Abuso de Drogas, Baltimore, EUA.
Hartman RL, et al. Drug Alcohol Depend. 23 de Junho de 2015. [na imprensa]

Ciência/Humanos: Creme de extrato de sementes de cânhamo pode ser útil no acne
Num estudo com homens saudáveis, foi comparado o efeito da utilização, sobre o sebo da bochecha, de uma base de creme ou de uma mistura de 3% de extrato de sementes de cânhamo e da base de creme. Os homens aplicaram os cremes duas vezes por dia durante 12 semanas. As medições demonstraram que o creme de cânhamo reduziu o sebo da pele e o conteúdo do eritema. Os autores escreveram que estes resultados sugerem um possível "tratamento de acne vulgar, seborreia, pápulas e pústulas para obter uma aparência facial atraente."
COMSATS Instituto de Tecnologia da Informação, Abbottabad, Paquistão.
Ali A, et al. Pak J Pharm Sci 2015;28(4):1389-95.

Ciência/Animais: Canabinóides reduziram hiperexitabilidade em células nervosas do cérebro
Os investigadores avaliaram os efeitos antiepiléticos de um canabinóide sintético (WIN 55,212-2) em ratos e descobriram que diminuiu a hiperexcitabilidade neuronal. Este estudo, a juntar à evidência de "propriedades neuroprotetoras dos canabinóides, ajuda" a entender melhor a terapia antiepilética.
Universidade de Palermo, Itália.
Carletti F, et al. Neuroscience. 29 de Junho de 2015. [na imprensa]

Ciência: O cultivo illegal – mas não o legal – de cannabis está a prejudicar o ambiente
De acordo com um estudo realizado por investigadores da Universidade da Califórnia, em Berkeley, os agricultores de cannabis estão a envenenar cadeias alimentares locais e a desviar água desperdiçando-a. A culpa não recai sobre os produtores legais com plantações legítimas; o dano ecológico está antes a ser causado por agricultores que cultivam furtivamente em propriedades rurais não monitorizadas.
UPI de 24 de Junho de 2015

Relembrando o passado

Um ano atrás

Dois anos atrás

[Voltar à visão geral]  [Página da IACM]


up

Conferências

The Cannabinoid Conference 2017 of the IACM, 29-30 September 2017, Cologne, Alemanha.

IACM on Twitter

Follow us on twitter @IACM_Bulletin where you can send us inquiries and receive updates on research studies and news articles.